sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

APRENDENDO A LIDAR COM A ANSIEDADE

Nada, absolutamente nada vem em vão.



Passei por muita coisa durante esses dois anos e muita coisa veio pra me testar, ensinar e me fazer crescer.
Minha vida já estava de ponta a cabeça a algum tempo, eu achava que só tomar remédio ia resolver no começo, mas depois de algum tempo sem grandes resultados eu precisei buscar outros meios.
Busquei ajuda de profissionais pra aprender a lidar com tudo que me angustiava. E por mais que falasse com outras pessoas sobre o assunto, falar com alguém capacitado pra me ajudar e o mais importante, alguém que não ia me julgar era libertador.
Nesse meio tempo, aconteceram muitas mudanças na minha vida, precisei lidar com todas elas e passar por várias situações difíceis, muita coisa ao mesmo tempo, parecia que a vida me testava o tempo inteiro.
E olha que engraçado, o maior motivo do meu stress foi o meu melhor aliado, o meu trabalho.
Nada como a boa e velha rotina de trabalho pra tirar o foco dos problemas.
Eu fui apreendendo a lidar com a minha ansiedade e o trabalho voltou a fluir, organizava e aproveitava melhor o meu tempo. Comecei a buscar coisas que davam prazer, e uma delas me fazia muito bem, caminhada ao ar livre. E aos poucos fui redescobrindo antigas atividades que me deixavam feliz. Comecei a fazer pilates o que me ajudou muito com a respiração, viajei, conheci novas pessoas. Investi em autoconhecimento, experimentei novas atividades, voltei a malhar, descobri a meditação, o healing, voltei a ter mais contato com a natureza e as coisas foram se encaixando novamente de forma bem natural.
Mas claro pessoal que tudo faz parte de um processo, e precisamos viver cada etapa sem pular nenhuma, o uso de remédios tem que ser com indicação médica, então se alguém aqui está passando por isso, faça tudo com orientação, o seu médico vai saber o que é melhor pra você.
É um processo longo, de altos e baixos, de dias bons e dias ruins também, mas eles só duravam 24 horas, é uma luta diária. Eu sou muito ansiosa e não cabe a mim ficar me culpando ou me questionando o tempo inteiro do por que ser assim, eu precisava aprender a lidar com isso e hoje tenho mais consciência disso, às vezes me pego com falta de ar ainda, às vezes fico irritada mas já lido melhor com várias situações.
Aprendi a me respeitar, a reconhecer meus limites e a reparar nos sinais do meu corpo.
A viagem pro Jalapão que falei nos posts anteriores serviu pra me mostrar que eu estava preparada pra viver uma nova fase, que eu estava voltando a ser como antes, que eu só preciso me conectar com a minha essência e investir em qualidade de vida.

Ao longo da vida mudamos muito e estamos sempre em processo de evolução, cabe a nós buscamos evoluir.
Sentimentos ruins são como as ondas, elas se formam, batem na areia e voltam. Observe, permita que que esses sentimentos deêm o seu recado, mas não permita que façam morada.
Permita-se mudar, evoluir, busque o que faz seu coração vibrar, escolha ser feliz apesar de tudo, escolha a paz, escolha ser luz, respira fundo que tudo vai ficar bem, basta você querer!

E como diz Armandinho:
' e a felicidade se encontra nas coisas mais simples da terra.'


Espero poder ajudar com a minha história.

LIÇÃO:
Acredite em você, no seu potencial, busque evoluir, acalme a sua mente, escute o seu coração, observe os sinais do seu corpo, seja resiliente e não se limite.




TODA LIMITAÇÃO TEM ORIGEM NA MENTE (@pazeequilibrio)


Um beijo cheio de luz no coração de vocês meus amores.

No próximo vamos falar de assuntos de muito astral.

0 comentários:

Postar um comentário

Não se esqueça de comentar esse post!

Sobre o quê você quer ler hoje?