sábado, 16 de dezembro de 2017

A MAGIA DE UM CÉU ESTRELADO - JALAPÃO DIA 2

Quem acordou feliz da vida e apaixonada pelo Jalapão??? 
 Euzinha aqui...
Eu estava tão feliz e conectada com aquela energia que me desconectei total do mundo virtual, eu só queria aproveitar tudo que aquele lugar podia me proporcionar intensamente.
Aquela viagem estava me fazendo bem em todos os aspectos.
Lá estava eu, feliz e de bem com a vida de novo.
Eu já estava nessa vibe de autoconhecimento, buscando mudanças, satisfação pessoal e profissional, lendo livros, fazendo cursos, pesquisando muito sobre tudo relacionado ao bem-estar. Mas nada como uma boa prática pra dar mais sentido as coisas.
E foi lá na Comunidade Mumbuca, que meus olhos brilharam e que meu coração se encheu de amor. Um lugarzinho simples, porém muito, muito especial. Lá eu aprendi muito de Gratidão, do amor ao próximo, do dividir o pouco que tenho.


Fiquei encantada com as pessoas de lá, as crianças, os doces (formiguinha), a lojinha de artesanatos, as casas humildes, o Capim dourado... tudo ali era um conjunto harmônico de amor. E foi isso que eu trouxe desse lugar, amor.
O tempinho que passei com essas pessoas, despertou em mim um desejo de fazer trabalhos voluntários, mesmo que não soubesse ao certo como, ajudar os outros me fazia bem! E eu tinha deixado de lado muita coisa que me fazia bem, por que estava sempre ocupada demais, essa era a minha eterna desculpa pra tudo: (Não tenho tempo!!!), inclusive pra mim! Tinha me fechado em um mundo que só olhava o próprio umbigo, achando que meus problemas eram os maiores do mundo, quando na verdade os meus 'probleminhas' eram muito pequenos diante da realidade de muitas pessoas por aí, as minhas angústias eram criadas e alimentadas por mim mesma, coisas tão simples de resolver que eu insistia em fazê-las grandes e complicadas. Resolvi descomplicar, simples assim!


Mas até chegar a isso eu contei com ajuda de muitas pessoas lindas que Deus colocou no meu caminho.
Nesse dia tudo me encantava, eu me sentia plena de felicidade.
O contato com a água, com a natureza me deixava em estado de êxtase, mas isso tudo por que eu estava 100% ali, só vivendo o momento presente e muito grata por estar viva, por respirar, sentir, ouvir e enxergar!
Olhar o céu de lá me deixou embriagada, boba e me fez repensar muita coisa...
Cada estrelinha daquela tem seu brilho, sua história, seu lugar, assim como nós.
Naquele momento eu também me senti estrela fazendo parte daquele céu...
Em dias nublados elas podem não aparecer, mas elas não desistem, elas voltam com o brilho mais intenso ainda e cheias de encanto.

Eu tinha um universo de possibilidades, um céu de inspiração e muitos sonhos pra realizar.
Eu não desisti, eu voltei, e não aceito e nem mereço ser menos que MUITO FELIZ!


LIÇÃO DO DIA:
Ninguém é tão pobre que nada possa oferecer, e tão rico que não precise de nada.







0 comentários:

Postar um comentário

Não se esqueça de comentar esse post!

Sobre o quê você quer ler hoje?